Daily Archives: 06/03/2015

Alentejo eleito melhor região vinícola do Mundo

Alentejo eleito melhor região vinícola do Mundo

O vinho alentejano está de parabéns.

Isto porque o nosso Alentejo foi eleito a melhor região vinícola do mundo, de acordo com uma votação promovida pelo USA Today, o maior diário norte-americano, e pelo portal para viajantes 10Best que é conhecido pelas suas populares votações sobre diversos tópicos relacionados com o mundo das viagens. Superou outros 19 concorrentes, entre os quais nomes sonantes no universo vínico, como Champanhe (França) e La Rioja (Espanha).

O concurso terminou no passado dia 4 de Agosto. A tão aguardada vitória — o destino luso estava na liderança no que a votos diz respeito — foi confirmada esta quarta-feira.. Em competição estavam 20 candidatos pré-selecionados, escolhidos pelos peritos em vinho Frank Pulice e Kerry Woolard, colaboradora que descreve a região assim: “Quando a maior parte das pessoas pensa em Portugal, pensam imediatamente no Douro. Mas rume para sul até ao Alentejo e não ficará desapontado. Adegas, hotéis de serviço completo, excelentes restaurantes e, claro, vinhos formidáveis”. O destino, o único português em competição, é tido como uma região rural que potencia uma viagem no tempo. Além disso, e segundo Kerry, é conhecido pelos “vinhos tintos robustos” e por fazer chegar à mesa comida “rústica e autêntica”.
O top 5 fica completo com Okanagan Valley na Colúmbia Britânica, Maipo no Chile, Marlborough na Nova Zelândia e Croácia.

O Alentejo de acordo com o USA TODAY é “esta intrigante região rural situada a duas horas de Lisboa é como uma viagem de volta no tempo para os amantes do vinho. O terreno diverso detém olivais e vinhas, aldeias pitorescas, prados cheios de flores e florestas”. É ainda referido que a comida no Alentejo “é rústica e autêntica, aproveitando ao máximo o estilo de vida agrário na região”.

Entre os 20 candidatos pré-selecionados, escolhidos por Kerry Woorlard e Frank Pulice, dois peritos do sector dos vinhos, o Alentejo era o único representante de Portugal.

Para a presidente da CVRA -Comissão Vitivinícola Regional Alentejana- Dora Simões, “é uma distinção importante para o Alentejo e também para o país, que tem impacto muito positivo no potencial de notoriedade que a região pode obter nos mercados internacionais; o facto de os leitores terem preferido o Alentejo a regiões tão famosas como a Borgonha, Champanhe, Rioja ou o Piemonte, vem também dar um grande impulso ao trabalho que é desenvolvido na promoção do vinho e do enoturismo no Alentejo, quer internamente, quer junto de mercados externos estratégicos”.

O Alentejo é a região líder no mercado nacional – quer na quota de mercado em volume (44,9%) quer em valor (46,7%), segundo os dados ACNielsen, na categoria de vinhos engarrafados de qualidade com classificação DOC e IG. Os Vinhos do Alentejo juntam 263 produtores e 97 comerciantes numa área total de vinha de 21 970 hectares, sendo que a área total de vinha aprovada para DOC Alentejano é de 11 371 hectares.

alentejo_1

Perante todos estes dados, qual a interpretação que o blogue do syrah apresenta?
Não nos podemos esquecer que a revolução vitivinícola que se operou em Portugal nos últimos 20 anos pode ter várias aspectos a salientar, sem dúvida que sim, mas o mais importante e verdadeiramente revolucionário a ter presente foi a introdução da casta syrah no sul do país e que se foi espalhando depois pelo norte.

Hoje a syrah é a quarta casta mais plantada no território nacional, e a zona com mais syrah do país é justamente o Alentejo, com 39 syrah declarados nestes 20 anos, para além de existirem blend alentejanos com percentagens variáveis de syrah na ordem das centenas.

Mark Squires uma autoridade no mundo dos vinhos escreveu no site de Robert Parker em Dezembro de 2007 que “Alentejo has always had some flagships, the region is developing an exciting group of wineries that can act as additional standard bearers and adding them to existing stalwarts like Cortes de Cima.”

Nos syrah alentejanos e na classificação atribuída pelo blogue do syrah temos dois syrah com nota de 19, sete com nota de 18 e dez com nota de 17. No total são 19 syrah muito bons ou, se quisermos dizer de outra maneira, de elevadíssima qualidade. Mas os onze syrah avaliados com a nota 16 não são obviamente desprezíveis, muito pelo contrário.

Muitos consumidores que só têm presente as marcas comerciais dos vinhos que bebem e não as castas envolvidas na feitura dos mesmos não fazem a menor ideia do syrah presente nos vinhos alentejanos que adoram e bebem. Lembra-me um pouco por analogia a mesma situação quando o Alicante Bouschet foi introduzido no Alentejo, faz mais de cem anos, mas os produtores não o mencionavam nos rótulos das garrafas, com vergonha de admitirem que usavam uma casta francesa na elaboração de vinhos alentejanos a par de castas tipicamente locais como a Trincadeira e o Aragonez (esta vinda há mais tempo ainda da vizinha Espanha).

Resumindo e concluindo: O Alentejo foi eleito a melhor região vinícola do Mundo e não temos que nos admirar com esse facto!
Só temos que o compreender e o incorporar na nossa cultura vinícola.

Podemos, por isso mesmo, passar a consumir, apreciar e degustar mais syrah!