SYRAH, Casa Santos Lima, 100% Syrah, Lisboa, 2011

garrafa_sl

A Casa Santos Lima é o maior produtor de “Vinho Regional Lisboa” e “DOC Alenquer”, e um dos produtores portugueses mais premiados em concursos internacionais.

As propriedades da empresa pertencem à família Santos Lima há mais de um século sendo, desde há várias gerações, grandes produtores de vinho. No entanto, só em 1996, quando José Luís Santos Lima Oliveira da Silva abandona a sua carreira de mais de 20 anos no sector financeiro, teve início o engarrafamento e comercialização dos seus vinhos.

Como tal a Casa Santos Lima teria que ter o seu syrah, para nosso regozijo.

quinta

A Casa Santos Lima é uma empresa familiar, fundada por Joaquim Santos Lima, que, no final do século XIX, era já um grande produtor e exportador de vinhos. Maria João Santos Lima e José Luís Santos Lima Oliveira da Silva, neta e bisneto do fundador, gerem a empresa desde 1990, tendo procedido à replantação de grande parte das vinhas e modernizado toda a infra-estrutura produtiva.

As vinhas  distribuem-se por várias Quintas contíguas, com destaque para a Quinta da Boavista, Quinta das Setencostas, Quinta de Bons-Ventos, Quinta da Espiga, Quinta das Amoras, Quinta do Vale Perdido, Quinta do Figo e Quinta do Espírito Santo, que cobrem uma área total de aproximadamente 290 hectares.

O syrah da Casa Santos Lima teve as seguintes safras: a primeira em 2001, a segunda em 2003 e depois todos os anos até 2009. A actual  é de 2011.

As notas de prova dizem-nos que em termos de cor temos um rubi definido. Este é “um vinho seco e delicado com aromas agradáveis de frutos vermelhos. No palato é fresco e frutado, novamente com notas de frutos vermelhos, framboesas, cerejas e ervas. Bom corpo e estrutura, com uma longa persistência a fruta no final de boca.” Tem uma graduação alcoólica de 14%.

As propriedades da Casa Santos Lima estão situadas no concelho de Alenquer, 45 km a norte de Lisboa, numa região onde a tradição vitivinícola é secular e as típicas paisagens rurais aparecem com enorme beleza. As vinhas estendem-se por encostas suaves em altitudes compreendidas entre 100 e 220 m, com excelente exposição solar e um clima temperado pela suave brisa marítima do oceano Atlântico, que se encontra a cerca de 26 km para oeste.

vinhas_1

O tipo de solo predominante é o argilo-calcário, do período do Jurássico Superior, tendo sido encontrados numerosos exemplos de fósseis de vida marinha, e inclusivamente vestígios dedinossáuros (Apatosaurus alenquerensis). A replantação da vinha tem sido feita a um ritmo regular desde 1990, com as mais nobres castas Portuguesas, que aqui apresentam um carácter regional único e também, em menor escala, com as melhores castas internacionais. É possível encontrar na Casa Santos Lima cerca de 50 variedades de castas diferentes (algumas com carácter experimental). Brancas: Arinto, Fernão Pires, Moscatel, Rabo-de-Ovelha, Seara Nova e Vital, Chardonnay e Sauvignon Blanc. Tintas: Alfrocheiro, Camarate, Castelão, Preto Martinho, Sousão, Tinta Barroca, Tinta Miúda, Tinta Roriz, Tinto Cão, Touriga Franca, Touriga Nacional, Trincadeira, Alicante-Bouschet, Cabernet Sauvignon, Caladoc, Merlot, Pinot Noir e a nossa Syrah, obviamente.

Podemos pois aqui encontrar uma enorme diversidade de castas, como ficou mencionado. Visando a prevenção da erosão dos solos, a redução natural da produção média e a antecipação das maturações (factores importantes na produção de uvas de qualidade), adoptou-se uma política de enrelvamento natural, que consiste em manter o solo revestido com vegetação espontânea (flora natural ou residente) e/ou semeada.

A precipitação anual média é de cerca de 700mm e ocorre na sua maioria entre os meses de Outubro e Abril, fornecendo ao solo, que tem grande capacidade de retenção, a água necessária para um óptimo desenvolvimento vegetativo das plantas. A secura dos meses de Verão (Junho, Julho, Agosto e Setembro) e temperaturas médias de cerca de 21/22 ºC, que resultam da alternância de temperaturas máximas diurnas de 27/28ºC com temperaturas mínimas nocturnas de 15/16ºC, proporcionam uma amplitude térmica adequada para a obtenção de maturações equilibradas e a produção de uvas de grande qualidade.

A replantação da vinha tem sido feita a um ritmo regular desde 1990 e mais de 120 ha foram já plantados desde então, com as mais nobres castas Portuguesas, que aqui apresentam um carácter regional único, e também, em menor escala com as melhores castas internacionais.

O sistema de Protecção Integrada é aplicado nas vinhas e pomares. O enrelvamento, já referido, é também uma prática adoptada por esta empresa, e tem contribuído para a prevenção da erosão dos solos, redução natural da produção por hectare e antecipação das maturações, factores importantes na produção de uvas de qualidade.

Em 1996 iniciou-se a comercialização dos primeiros vinhos engarrafados – Quinta da Espiga, Quinta das Setencostas, Palha-Canas e alguns varietais, que imediatamente tiveram grande sucesso nos mercados nacional e internacional. Actualmente, cerca de 90% da produção total é exportada para 40 países nos cinco continentes.

A Adega foi construída no final da década de 30 do século XX  tendo beneficiado, ao longo dos últimos anos, de inúmeros melhoramentos e introdução das mais avançadas tecnologias.

Durante o processo produtivo, conjugam-se práticas tradicionais com a mais moderna tecnologia. A vindima é feita por via manual e mecânica, tendo início na segunda quinzena de Agosto e prolongando-se até inicio de Outubro.

A política de plantar castas inovadoras na região e de manter algumas tradicionais que se encontravam em vias de extinção, teve como efeito a produção de uma das mais vastas colecções de vinhos mono – varietais em Portugal, alguns deles únicos, como o caso das castas Camarate e Preto Martinho. Mais recentemente, esta colecção tem sido complementada por vinhos bi-varietais, resultando em combinações bem sucedidas entre castas nacionais e internacionais.

adega

Produzidos a partir de uvas seleccionadas e de excelente qualidade os vinhos são frutados, com um bom equilíbrio, concentração e acidez. Fica o nosso convite para experimentarem o syrah de que aqui vos falamos.

Termina-se, citando o grande romancista francês Victor Hugo que afirmou com toda a propriedade: “Deus apenas criou a água, mas foi o homem que fez o syrah”.

 

Classificação: 15/20                                           Preço: 4,99€

ft_sl


 

Leave a Reply