Solar dos Lobos, Silveira e Outro, Lda, 100% Syrah, Alentejo, 2011

garrafa_solar_lobos

Continuamos hoje pelo Alentejo, com a garantia de estarmos bem acompanhados, como é costume!

Estamos entre Redondo e Arraiolos, para conhecer o syrah do Solar dos Lobos, safra de 2011. Syrah de qualidade e para ter sempre presente em todas as ocasiões. Tem 14% de graduação alcoólica e é 100% syrah, como deve de ser. A enóloga é Susana Esteban, sim, que as mulheres também sabem fazer bons syrah, como aqui se vai provar e comprovar!

enologa_esteban

O syrah é apresentado da seguinte maneira: “Vinho de corpo inteiro, com personalidade vincada e dentro da linha dos varietais de Solar dos Lobos. Este varietal Syrah de cor viva com notas azuis profundas, é de aroma muito intenso a fruta e chocolates negros que não tapam as notas de madeira de carvalho francês bem presentes. Dentro da harmonia do sabor denota-se volume, consistência e final de gosto profundo. É um vinho que traduz um equilíbrio perfeito na relação dos taninos com o álcool (índice de “souplesse”). O apogeu acontece aos 2 a 5 anos. Quando consumido a 18º deve maridar com iguarias de confecção prolongada mas com condimentação acentuada.”

lobos

O vinho Solar dos Lobos é resultado de uma tripla selecção de cachos e apenas provêm dos 75 hectares de vinha. A primeira selecção inicia-se perto do pintor em que se faz uma monda de cachos, seleccionando apenas os cachos que irão permitir o máximo de qualidade.

A segunda selecção acontece na vindima, em que as pessoas que vindimam estão sensibilizadas a apenas apanhar os cachos que se apresentem com um estado sanitário perfeito.

A terceira selecção é feita na entrada da uva na adega, pois esta é descarregada das caixas de 20Kg para o tapete de escolha onde se encontram 2 a 4 pessoas a retirar todas as folhas, ramos, e cachos que não possuam qualidade, por estarem verdes ou em passa.

vinha_lobos

A Herdade Vale D’Anta (25ha) fundada pelos Avós Julieta Pereira Gancho e João Rafael Coelho Gancho, situa-se junto à harmoniosa e inspiradora Serra D’Ossa (Redondo), onde o seu microclima mais fresco é tão característico. Produz essencialmente castas tintas como a rainha Touriga Nacional, Trincadeira, Aragonez, Castelão, Syrah, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet.

A vinha de Arraiolos (50ha), zona quente e reconhecida pelo seu potencial em fazer grandes vinhos, produz além das castas tintas, algumas castas brancas como o Arinto, Sauvignon Blanc, Antão Vaz e Chardonnay.

adega_2_lobos

Eis pois a história de uma família alentejana, com os seus antepassados ligados às terras de Alvito (Beja), tem os seus segredos e tradições encerrados no seu Brasão de Armas dos Lobo da Silveira, com origem no 1º Barão e Marquês de Alvito no séc. XV, primeiro título de barão concedido em Portugal por D. Afonso V. Cinco lobos tem este Brasão de Armas, e cinco são hoje curiosamente os seus descendentes. Cinco jovens primos que se comprometeram a levar a mensagem das suas raízes aos quatro cantos do mundo, hoje guiada pelas mãos dos irmãos Filipa e Miguel Lobo da Silveira.

E uma referência ainda à garrafa, de design muito original, como aliás são todas as que a casa produz, com um cartoon exibindo o dilema da escolha entre duas paixões… a mulher ou o syrah… Mas porquê escolher? Porque não ficar com os dois!

Então que depois de escolhido este feminino Solar dos Lobos, fica-nos para declamar a nossa alma vinícola Florbela Espanca (de seu nome de baptismo precisamente Flor Bela Lobo) e o seu soneto Errante:

Meu coração da cor dos rubros vinhos
Rasga a mortalha do meu peito brando
E vai fugindo, e tonto vai andando
A perder-se nas brumas dos caminhos.

Meu coração o místico profeta,
O paladino audaz da desventura,
Que sonha ser um santo e um poeta,
Vai procurar o Paço da Ventura…

Meu coração não chega lá decerto…
Não conhece o caminho nem o trilho,
Nem há memória desse sítio incerto…

Eu tecerei uns sonhos irreais…
Como essa mãe que viu partir o filho,
Como esse filho que não voltou mais!

Para concluir, e somente como mera curiosidade, há quatro syrah portugueses onde o nome “Lobo” está presente. O Solar dos Lobos aqui apresentado, o Pulo do Lobo também do Alentejo a apresentar brevemente, o Vale de Lobos, do Tejo, já por nós apresentado, e finalmente o Lobo Novo de Setúbal.

Tudo lobos distintos, mas este de hoje foi o que nos obteve melhor pontuação!

Classificação: 17/20                                                     Preço: 11,00€

ft_solar_lobos


 

Leave a Reply