Daily Archives: 05/05/2015

Vila Santa, João Portugal Ramos, 100% Syrah, Alentejo, 2013

garrafa_vila_santa

No Alentejo, mais precisamente em Estremoz, de novo, para conhecermos um Syrah de superior qualidade, e que nos vai ficar na vinícola memória: o Vila Santa Syrah, do enólogo João Portugal Ramos.

Em pleno coração do Alto Alentejo, os solos derivados de xisto e argilo-calcários, bem como o clima de influência continental, permitem obter reduzidas oscilações qualitativas e vindimas sem chuva, condições ideais para uma cultura vitivinícola de excepção.

Foi este o local eleito por João Portugal Ramos para fazer os seus próprios vinhos, após a longa carreira como enólogo de sucesso, consultor de algumas das principais regiões vitivinícolas de Portugal.

logo_vila_santa

Foi em Estremoz que João Portugal Ramos criou a sua empresa e fez o seu primeiro Syrah, que vai na sua quarta edição, a melhor de todas, afiançamos nós! A primeira safra foi em 2008. A segunda em 2009. A terceira em 2011 e a quarta em 2013, esta que está hoje aqui em escrutínio.

É desta maneira que o enólogo apresenta a nossa menina: “Casta tinta de qualidade, apresenta cachos e bagos pequenos, uniformes e com bons taninos, que dá origem a vinhos densos, encorpados, de cor carregada, com boa capacidade de envelhecimento, potenciando o desenvolvimento do aroma.” E o que nos é dito sobre as notas de prova? Pois o seguinte: “Uma grande concentração aromática destacando-se notas minerais, especiarias e ainda algumas sugestões a chocolate amargo e fruta madura. É um tinto potente, elegante e macio, com taninos compactos e grande persistência final.” Tem uma graduação alcoólica de 14%. O estágio foi de  6 meses em pipas novas de carvalho americano e francês.

nome_vila_santa

Depois de um longo percurso por todas as principais zonas vitivinícolas do país, em 1990, João Portugal Ramos plantou os primeiros hectares de vinha em Estremoz, onde reside, dando início ao seu projecto pessoal. Foi este o local eleito por João Portugal Ramos para fazer os seus próprios vinhos. A primeira vindima realizou-se em 1992, sendo 1997 o primeiro ano em que foi vinificada nas novas instalações. Dado o sucesso do projecto, foram sucessivamente ampliadas.

Para os tintos foram escolhidas as castas Aragonez, Trincadeira, Touriga Nacional, Castelão, Alicante Bouschet e, ainda, Cabernet Sauvignon, Syrah, Petit Verdot e Merlot, embora em menores quantidades.

vila_santa_adega

Os brancos, nascem das castas Antão Vaz, Arinto, Roupeiro, Verdelho, Sauvignon Blanc, Alvarinho e ainda Viognier.

João Portugal Ramos elabora a sua arte a partir de uvas provenientes de 600 hectares de vinhas, entre próprias e arrendadas, sendo os técnicos de viticultura responsáveis por toda a sua orientação programática: escolha das parcelas, selecção das castas, acompanhamento das vinhas e marcação da data da vindima. As parcelas de vinhas estendem-se de sul a norte do Alentejo, com altitudes compreendidas entre as cotas 150 e os 400 metros, sendo a grande maioria ao redor de Estremoz. Os tipos de solos dominantes são predominantemente de origem xistosa, pardos mediterrânicos, argilocalcários e uma pequena área de argilosos.

E como já é habitual temos uma citação de alguém do mundo da cultura que nos deixa um pensamento ou uma breve reflexão que tem a ver com Syrah. Hoje estamos para citar a escritora de ‘Bonjour Tristesse’, Françoise Sagan: “Devemos celebrar o fim de um caso de amor da mesma maneira que celebramos a morte em New Orleans, com música, riso, dança e muito Syrah.” Se por lá houver, dizemos nós, que haverá, muito e igualmente bom, embora o nosso seja melhor, assim o achamos.

Esse Syrah poderia muito bem ser o Vila Santa, mesmo sem a morte à espreita ou amores à beira do fim!

 

Classificação: 17/20                                                     Preço: 9,90€

ft_vila_santa