Mil Reis, Herdade da Maroteira, 100% Syrah, Alentejo, 2013

mil_reis_garrafa

Não há muitos Syrah assim!
Este Mil Réis Syrah, primeira safra, e não sabemos para já se haverá uma segunda, é um Syrah estratosférico, planando na sua atmosfera para além deste mundo!

Quando começámos esta aventura em favor dos Syrah portugueses, já sabíamos mais ou menos ao que vínhamos, mas o percurso continua a surpreender-nos, pois temos encontrado vários Syrah de uma qualidade incrivelmente excepcional.
Este é mais um!

E a cada novo Syrah extraordinário mais nos convencemos que o tempo que dedicamos a este Blogue é amplamente recompensado.

Este enorme Syrah, como o seu irmão mais velho, o Cem Réis, é feito por mestre António Maçanita, um nome que só por si, e tendo em conta a quantidade de Syrah extraordinários que já fez, merece só por si um texto de divulgação do seu trabalho nos Syrah do Alentejo! Será para breve, prometemos, porque António Maçanita merece!

maroteira_herdade

A Herdade de onde saiu esta preciosidade, Maroteira de seu nome, é uma propriedade agrícola pertencente a uma das famílias Anglo-Portuguesas estabelecidas na Região do Alentejo, Portugal, faz mais de cinco gerações. Abrangendo uma área de 540 hectares, no sopé da Serra d’Ossa, 20km a sul de Estremoz e 35km a norte de Évora, a Herdade da Maroteira dedica-se à preservação do montado de sobro e azinho, numa lógica de sustentabilidade agro-silvo-pastoril.

Oito anos após o lançamento do premiado Cem Reis e seguindo uma tradição de qualidade, surge esta edição limitada de Mil Reis Syrah, 3652 garrafas, nem mais nem menos, colheita de 2013, 18 meses de estágio em carvalho francês e americano, mais 6 meses de repouso em garrafa, segundo se lê na garrafa. Vindima manual muito selectiva, em caixa de 20kg. Transporte para adega em camião de frio.

As notas de prova que escolhemos falam de um Syrah de ”Cor violeta escuro concentrado. Nariz exuberante, notas quentes de frutos pretos com notas mentoladas, terminando com notas a amêndoas tostada da barrica. Na boca o ataque é cheio, redondo quente e carregado de aromas. Estrutura firme com boa persistência.” Foi degustada a garrafa com o número 407, e com uma graduação alcoólica de 15,5%.

Quando o Blogue do Syrah falou do 100 Réis de 2012, no dia 5 de Fevereiro de 2015, escrevemos na altura: “E por último a grande confidência que generosamente Philip Mollet nos agraciou. Um projecto vinícola que foi pensado há 8 anos e que verá a luz este ano. A produção do Syrah que poderá ser “o Syrah de 2015 : o “MIL REIS”! No próximo mês de Março será engarrafado e ficará em garrafa durante 6 meses. Verá o dia lá mais para o fim do ano. Que ninguém tenha dúvidas, algumas dessas garrafas virão para os editores do Blogue do Syrah. A grande questão que se coloca é a seguinte: será capaz o MIL REIS, e tendo em conta os critérios pelos quais nos pautamos na classificação dos Syrah, conseguir a pontuação máxima, ou seja, 20 valores? Teremos que esperar até ao fim do ano para poder responder, mas todos os amantes do Syrah sairiam beneficiados se isso acontecesse…”

E com isto recordamos uma frase de Winston Churchill, que para além do seu charuto emblemático era um bom copo: “Tirei mais proveito do álcool do que o álcool tirou de mim!”
Não tenham dúvidas: apesar de se poder pensar que o seu preço é algo exagerado quem o beber tirará todo o proveito da sua excelência e não terá motivo para se arrepender!
Perguntámos a Mollet, quando o encontrámos este ano na mostra de Vinhos do Alentejo, em Belém, o porquê do preço… a resposta foi simples: “Já o bebeu?”

Fica na história como um dos cinco melhores Syrah que alguma vez foram feitos!

Vale 20!!!

 

Classificação: 20/20                                                     Preço: 55,00€


 

Leave a Reply