Dona Dorinda, Quinta Nossa Senhora da Conceição, 85% Syrah e 15% Viognier, Alentejo, 2013

dorinda_2013_garrafa

A seguir ao Dona Dorinda 2012 eis que surge, em sequência lógica, para nossa imensa alegria, o Dona Dorinda 2013. E o Dona Dorinda 2011, já fora da sequência lógica, mas nem por isso menos aguardado, está para breve, logo de tal daremos conta.

O Dona Dorinda 2013 é pois mais um Syrah topo de gama, como aliás o anterior de 2012, e já agora o de 2011, que já tivemos oportunidade de apreciar… mas isso fica para depois!

dorinda_2013_quinta

O distrito de Évora, e mais especificamente o concelho de Évora propriamente dito, é uma terra sagrada, já o dissemos, no que ao Syrah diz respeito. Vamos colocar a questão de outra forma: desta terra, ou como dizem os franceses e com razão, deste terroir, só pode sair Syrah topo de gama! Até agora não houve motivos para pensar o contrário. Se estes vossos escribas algum dia decidissem fazer Syrah, que é só uma hipótese absurda mas divertida, seria esta terra abençoada a escolhida.

dorinda_2013_vinha

O Dona Dorinda 2013 é diferente do seu irmão de 2012 principalmente porque contém 15% de Viognier, à boa maneira do Vale do Rhône e tem 15% de graduação alcoólica. O de 2012 tinha 14% de graduação alcoólica e era Syrah a 100%, como preferimos! Podemos sim é comunicar desde já aos nossos leitores que o Dona Dorinda 2011 será igualmente um Syrah a 100%, para nosso regozijo! Mantém o facto, para nós relevante, de ser biológico e percebe-se com facilidade que tem uma longa evolução pela frente, isto naturalmente se não esgotar tendo em conta que a produção é realmente baixa.

Vamos repetir o que dissemos antes sobre os métodos de agricultura biológica levadas a cabo pela Quinta Nossa Senhora Da Conceição, ou seja, as práticas de agricultura biológica, integradas sempre que possível com Agricultura biodinâmica, revelaram-se uma verdadeira experiência de novas, ou ancestrais, técnicas de produção, visando sempre a preservação da natureza como um todo sustentável. Alinhada com as estrelas, a vinha com cerca de dois hectares, encontra-se instalada em forma de “meia-lua”, chamando a si as boas energias que o Universo tem para nos oferecer.

dorinda_2013_vindima

A garrafa da safra de 2013 mantém o mesmo desenho do ano anterior, o que não irá acontecer com a garrafa de 2011, mas que do nosso ponto de vista repete o requinte e a elegância muito dificilmente encontrada noutra garrafa de Syrah. Espectacular!

O preço mantém-se inalterado, tendo em conta a qualidade, e é uma mais valia para o consumidor!

A célebre produtora de champanhe Lilly Bollinger disse a propósito dessa bebida: “Bebo quando estou feliz e quando estou triste. Algumas vezes bebo quando estou sozinha. Quando tenho companhia, considero obrigatório. Beberico se não tenho fome e bebo quando tenho. Além dessas ocasiões eu nunca toco em champanhe… a não ser que tenha sede!”
Tudo isto se poderia aplicar, repetindo estas mesmas palavras, em relação a um Syrah, e hoje aqui neste caso ao Dona Dorinda!

Classificação: 18/20                                                     Preço: 16,95€


 

Leave a Reply