Brett Edition, Herdade do Arrepiado Velho, 100% Syrah, Alentejo, 2007

brett_garrafa_2

Há quase um ano tínhamos aqui apresentado o Brett Edition de 2009, que nos tinha impressionado sobremaneira.

Este ano tivemos acesso a algumas garrafas do Brett Edition de 2007, que foi a primeira safra deste Syrah da Herdade do Arrepiado Velho e que tem desde a primeira hora a condução enológica de mestre António Maçanita.
Se o Brett Syrah de 2009 já tinha sido devidamente exaltado, a degustação do Brett Syrah de 2007 convenceu-nos totalmente e logo na primeira garrafa.

Trata-se de um Syrah superlativo!
E é também como foi explicado na altura um Syrah revolucionário!

arrep_velho_1

O “Brett” no título deste Syrah, nome curto para designar a levedura «Brettanomyces/Dekkera», tem a capacidade de produzir determinado tipo de aromas, que se tentam descrever falando em suor de cavalo, cabedal e outros. Defeito ou virtude é parte da composição do aroma dos grandes clássicos de sempre e é, por muitos, apelidado como a “complexidade do velho mundo”. No entanto, é por outro lado, também, considerado por muitos um escandaloso defeito. Esta edição do Brett é um desses casos em que a natureza decidiu tomar liderança na enologia, estagiando parte do vinho nas barricas da edição anterior. E é aqui que reside a explicação: um Syrah ‘infectado’, de modo natural, pela levedura Brettanomyces. O resultado é um néctar multidimensional, produzindo o “Brett” níveis de complexidade aromática, que só seriam possíveis com vários anos de garrafa, mas mantendo ainda toda a fruta.

arrep_velho_2

O Brett Syrah tem as seguintes notas de prova: “Cor ruby- violeta, concentrado. Nariz exuberante, caixa de cigarro, couro, especiarias e groselhas pretas. Ataque redondo, suave e rico. Boa frescura e persistência no final de prova.” Tem um teor alcoólico de 14,5%, com 16 meses de estágio em barricas de carvalho francês.

Mas tudo tem um senão e o senão neste caso é que em 2016 já é muito difícil encontrar o Brett Edition de 2007. O que existe no mercado actualmente é a safra de 2012! Bom, tão bom como o de 2009!

Esse é um dos grandes problemas da enologia portuguesa! Syrah portugueses de grande qualidade existem, o problema é que quando eles atingem o seu apogeu, e para isso temos de contar de 7 a 9 anos, estão basicamente esgotados!

Os génios por detrás de um dos nossos favoritos: Brett Edition Syrah!!!

A única citação que nos parece mais apropriada para dar conta deste soberbo Syrah é a frase do grande guitarrista inglês Robert Fripp: “A música é a taça que segura o vinho do silêncio.”

Brett Edition 2007: trata-se de um Syrah perfeito!

Mais não podemos dizer porque ficou tudo dito.

 

Classificação: 20/20                                           Preço: 19,50€

brett_ft_1 brett_ft_2


 

Leave a Reply