Vinhas de Pegões, Adega Cooperativa de Pegões, 100% Syrah, Setúbal, 2015

pegoes_garrafa

É com entusiasmo que damos conta do primeiro Syrah de 2015!
Já desde Agosto do ano passado que estamos a repetir para quem nos quiser ouvir que o ano de 2015 para o Syrah vai ser o melhor do século, muito superior ao de 2011!
Por isso quando tivemos conhecimento deste primeiro Syrah de 2015 quisemos tentar perceber se algo de substancialmente superior seria possível adivinhar. Esta linguagem rebuscada limita-se a querer dizer que foi também com espanto que tivemos conhecimento que já poderia estar no mercado e ao fim de tão pouco tempo um Syrah de 2015. Essa é a história que vamos já de seguida contar!

Não esquecer que por detrás de um grande Syrah há sempre uma história empolgante!
A história começa quando o Blogue do Syrah recebe um mail no dia 7 do corrente mês a dizer o seguinte:

“Vinha Pegões Shyrah 2015
Boa tarde. Tendo sido posto à venda no Pingo Doce esta semana o vinho referido em epígrafe (penso que tenha sido o primeiro lançamento deste vinho), vinha saber se já haviam provado e qual a vossa apreciação.
Com os melhores cumprimentos
Manuel Duarte”

Ainda no mesmo dia o Blogue do Syrah respondeu desta maneira:

“Caro Manuel Duarte,
em primeiro lugar obrigado pelo seu contacto.
Não estará o meu amigo enganado?
Syrah de Pegões só há este:
Adega de Pegões, Cooperativa de Pegões, 100% Syrah, Setúbal, 2012
não é novo já existe no mercado há vários anos e para além disso a colheita disponível não é a de 2015 mas sim a de 2013.

Confirme na próxima vez que for ao supermercado…certo?
Um bom fim de semana
e até breve!
Pelo Blogue do Syrah
Francisco Trindade”

No mesmo dia obtivemos resposta do leitor Manuel Duarte:

“Boa noite.
Peço desculpa, mas comprei esta semana no Pingo Doce!
Com os melhores cumprimentos e desejo igualmente um bom fim de semana.”

foto enviada pelo leitor
No dia seguinte dia 8 o Blogue do Syrah respondeu:

“Manuel,
costuma dizer-se e com razão que “contra factos não há argumentos”!
Com a sua foto convenceu-me totalmente! Já hoje andei à procura nalguns Pingo Doces mas não havia…
Diga-me, em que Pingo Doce é que encontrou este syrah?
O que posso já dizer é que sendo de 2015 é muito novo, demasiado jovem o que não quer dizer que não tenha potencialidades! Mas o mais importante é descobri-lo!
Até breve
e obrigado.”

No mesmo dia o leitor Manuel Duarte disse:

“Boa tarde.
Como vivo em Rio Maior, comprei no Pingo Doce de aqui.
Mas penso que existirá em todo o país, uma vez que está referenciado no Folheto de esta semana (a 2,49€ !).
Cumprimentos.”

Poucas horas depois a resposta do Blogue do Syrah:

“Manuel, obrigado pela dica!
Estou a falar do concelho de Oeiras e por aqui ainda não encontrei!
Mas amanhã vou a Lisboa e vamos ver se tenho mais sorte!
Quando o encontrar, é uma questão de tempo, irei depois escrever o texto que se impõe no Blogue do Syrah!
Obrigado Manuel e boa semana!”

O Blogue do Syrah acabou por encontrar um supermercado com várias garrafas e após degustar a primeira falou com o enólogo da Adega Cooperativa de Pegões, Jaime Quendera, que nos disse ter sido uma proposta do Pingo Doce que desencadeou por parte da Cooperativa a produção deste Syrah, até porque o ano de 2015 foi fantástico para Pegões, não só na qualidade mas também na quantidade de Syrah produzido!

A Cooperativa tinha recebido novos produtores de Syrah que fizeram com que o ano de 2015 fosse mais rico em termos de produção de Syrah. Esta iniciativa conjunta entre o Pingo Doce e a Cooperativa de Pegões durou uma semana, durante a qual foram colocadas no mercado através da cadeia de supermercados cerca de 20000 garrafas deste Syrah. A iniciativa acabou, o Syrah também, mas ficou um cheirinho da enorme capacidade qualitativa quer do ano de 2015 para o Syrah quer da Cooperativa de Pegões!

Este Syrah saiu com uma imagem muito diferente da habitual na Adega de Pegões, como se pode ver pela que está no mercado com a ano de 2013. Ainda este ano sairá o Syrah de 2014 e só para o ano é que sairá o Syrah com madeira, que este em causa não teve, do ano de 2015. Quando isso acontecer o Blogue do Syrah estará aqui a referir a evolução que este Syrah terá demonstrado… para melhor não temos dúvidas!

O enólogo deste Syrah, como já foi dito, é Jaime Quendera, responsável por estas notas de prova: ”Notas de frutos vermelhos/pretos muito maduros , notas de compota , volumoso na boca , final muito prolongado.” A cor é granada, a fermentação foi realizada em cubas de lagar inox com temperatura controlada seguida de maceração pelicular prolongada. Não teve madeira e a graduação alcoólica é de 14%.

O final prolongado tem um forte gosto a cravinho o que torna este Syrah muito especial.
O preço, para quem teve conhecimento, foi arrasador para toda a concorrência tendo em conta a qualidade desmedida deste Syrah!

Ramon Gomez de La Serna, o homem das Greguerias, disse uma vez: “Para aquele que encomendou meia garrafa de vinho, faltar-lhe-á sempre a outra metade.”
Não faz ideia de como isso é verdade em relação a este Syrah!

P.S. Devido à atenção e sobretudo ao empenho demonstrado pelo leitor Manuel Duarte em relação a esta situação, foi decidido por unanimidade pelos responsáveis do Blogue do Syrah atribuir a título de agradecimento uma garrafa de Syrah de mestre Jaime Quendera. A escolha irá recair sobre o Syrah da Casa Ermelinda Freitas Reserva 2013.
É este tipo de leitores que o Blogue do Syrah deseja e privilegia! Mas claro, todos são bem-vindos.

 

Classificação: 18/20                                   Preço: 2,49€


 

5 thoughts on “Vinhas de Pegões, Adega Cooperativa de Pegões, 100% Syrah, Setúbal, 2015

  1. Já bebi este vinho, adquirido numa grande superfície.
    E atrevo-me a dizer que a casta Syrah vai colocar a Região de Setúbal nas bocas do mundo. O Vinhas de Pegões 2015 é um vinho soberbo para quem como gosta da casta Syrah. E com uma relação preço/qualidade imbatível no mundo inteiro.

    1. Muito obrigado Gonçalo Pereira pela informação preciosa!!
      Por nós e por todos os leitores do Blogue do Syrah que têm de novo, a possibilidade de degustar este syrah de qualidade!…

  2. Caro Domingos Silva-Neto,

    Há um erro no rótulo da parte de trás da garrafa de syrah em apreço!
    O syrah Vinhas de Pegões não tem madeira como aliás nos foi confirmado pelo enólogo Jaime Quendera quando falamos com ele na altura do lançamento deste vinho!

    Com os melhores cumprimentos

    O Blogue do Syrah

  3. Amigos,

    Boa tarde,

    Comprei uma garrafa desse vinho, no mesmo supermercado mencionado, e abri ontem. Hoje, ao beber mais um copo, quis procurar a ficha técnica do mesmo para maiores detalhes sobre acidez e, não encontrando, resolvi ver o que se fala dele no mercado – descritores, sensações, histórias, essas coisas. Provei o vinho em comparação com outro syrah varietal alentejano também de 2015 e, para mim, ficou evidente a diferença de ambos. Terroir? Uso de madeira? Apesar de não encontrar uma maioria de descritores de madeira no vinho, julguei que fossem os dois a definir este vinho em comparação ao outro: o terroir para as compotas e frutos muito mais maduros e um uso racional da madeira para o volume e estrutura suave e macia.

    Aí, aparece uma informação que não havia contemplado: maceração pelicular prolongada pós fermentativo. Com os movimentos certos, dentro desse cenário, lembrei que há de se conseguir um resultado esperado com o mesmo padrão que esse vinho possui. Resultado final: entrei num poço sem fundo de dúvidas para saber se este vinho possui ou não algum tipo de madeira?!

    Então pergunto se vocês conseguiriam desvendar esse mistério para mim, pois a informação que o blog foi buscar é na fonte, a do enólogo, mas a informação que consta no contra-rótulo da garrafa é que houve sim estágio “com madeira de carvalho para ganhar complexidade e suavidade”, conforme lá conta no verso.

    Eu e o meu constante aprendizado agradecem em muito! =)

    Abs,
    Domingos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *