Crasto Superior, Quinta do Crasto, 97% Syrah, 3% Viognier, Douro, 2014

Estamos perante a segunda colheita deste assombroso Syrah da Quinta do Crasto!

A primeira colheita do ano de 2013 foi aqui apresentada e superou na altura todas as melhores expectativas.
Esta agora de 2014 estamos quase… quase a acreditar que poderá mesmo superar a anterior!

Não importa que o Syrah seja do Douro só porque haja quem defenda a tese que no Douro só deve figurar as castas portuguesas típicas da região! E se o Syrah pode ser fabuloso em certas circunstâncias, que sentido tem virar as costas a essa possibilidade? Repetimos com a mesma veemência o que já tínhamos gritado anteriormente: o Syrah Crasto Superior é de excelência!

As uvas, provenientes das plantações experimentais de 2004 da casta Syrah no Douro Superior da Quinta da Cabreira, foram transportadas em caixas de plástico alimentar e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega. Após um desengace total e um ligeiro esmagamento o mosto foi transferido para cubas de inox, onde foram sujeitas a um pré – maceração fermentativa durante 5 dias em baixas temperaturas. De seguida desenrolou-se a fermentação alcoólica por um período de 7 dias, seguida de uma prensagem muito suave, e fermentação maláctica em barrica de carvalho francês.
O envelhecimento foi feito em barricas de carvalho francês durante 16 meses. O solo é de xisto e a idade das vinhas é de 11 anos. O Syrah tem uma graduação alcoólica de 14,5%. O enólogo de serviço é o mestre Manuel Lobo. No que diz respeito a notas de prova podemos falar “da cor, que é violeta escuro. O nariz encontra uma excelente sintonia de aromas, onde se destacam frescos frutos silvestres, em perfeita harmonia com elegantes notas de chocolate Muito preciso fresco e persistente. Na boca o início envolvente, evoluído para um vinho de excelente volume e estrutura composto por taninos frescos e de textura fina. Tudo muito bem integrado com agradáveis notas de frutos silvestres e suaves sensações mentoladas que lhe conferem uma agradável frescura. Termina em perfeito equilíbrio e com excelente persistência.” Em suma,  muito aveludado, taninos dominados e aromas diversificados.
E mais dizemos que está a crescer… a caminho da perfeição!

Situada na margem direita do rio Douro, entre a Régua e o Pinhão, a Quinta do Crasto, é uma propriedade com cerca de 130 hectares, dos quais 70 são ocupados por vinhas. Fazem também parte do património da empresa a Quinta do Querindelo, com 10 hectares de Vinha Velha, e a Quinta da Cabreira, no Douro Superior, com 114 hectares de vinha.
Com localização privilegiada na Região Demarcada do Douro, a Quinta do Crasto é propriedade da família de Leonor e Jorge Roquette há mais de um século. Como costuma ser com as grandes Quintas do Douro, a origem da Quinta do Crasto remonta a tempos longínquos – o nome Crasto deriva do latim “castrum”, que significa forte romano.
Os importantes investimentos realizados nos últimos anos permitiram modernizar as vinhas e as instalações de vinificação. Toda a área de vinha está coberta por um sistema de rega gota a gota, que complementado por uma estação meteorológica própria, permite fazer frente ao clima mais seco e agreste que é característico do Douro Superior.

O escritor e jornalista Ambrose Bierce escreveu:
“Um velho especialista em vinhos, ao ser atropelado por um comboio, teve os lábios humedecidos com vinho para que recobrasse os sentidos. ‘Bordeaux, 1882’ murmurou ele antes de morrer”.
Hoje se fosse vivo poderia ter escrito em vez de Bordeaux “Crasto Syrah 2014”!

 

Classificação: 19/20                                                     Preço: 22,00€


 

Leave a Reply