Maria Maria, uma canção e um Syrah!

Somos de paixões e obsessões, muitas e várias. Syrah, claro, sempre, Zappa, também, e agora vem a propósito falar de uma outra: Milton Nascimento!
Nome maior da Música Popular Brasileira, com uma vasta discografia que abarca várias décadas, é hoje reconhecido mundialmente como um dos mais influentes e talentosos compositores em língua portuguesa. Elis Regina, que o ajudou em princípio de carreira teve vários êxitos recriando as suas canções. Uma delas foi Maria Maria, hoje um verdadeiro marco na carreira quer de um, quer de outro.

E é daqui que nasce a ponte para o tema de hoje. Porque uma produtora de vinho brasileira, resolveu precisamente denominar-se Maria Maria e dar o mesmo nome ao Syrah que produz, no Sul de Minas Gerais, e também porque o produtor é compadre e conterrâneo do músico Milton Nascimento.

A safra de 2013 teve como sobrenome Agda, a de 2015, Bia. As videiras crescem entre frondosos cafezais, a principal cultura de Três Pontas, onde fica a Fazenda Capetinga, de Eduardo Junqueira Nogueira Junior, quinta geração de uma tradicional família de cafeicultores do estado, e amigo de infância de Milton. O Maria Maria foi fruto de um grande susto vivido pelo fazendeiro. Eduardo sofreu um ataque cardíaco e precisou repensar seus hábitos alimentares. Foi quando o cardiologista o mandou tomar uma taça de vinho tinto por dia. Surgiu então a ideia de destinar 19 hectares da fazenda ao plantio de uvas e elaborar seu próprio vinho. Reservou 13,5 hectares para pés de Syrah e o restante dividiu entre Sauvignon Blanc, Chardonnay e Cabernet Sauvignon.

Quem sabe ainda teremos uma dia oportunidade de chegar à fala com este Sryah. Como dizem os versos de Milton, “mas é preciso ter manha, é preciso ter graça, é preciso ter sonho, sempre…”. Acho que os “compadres” de lá beberam em boa fonte.

Aqui fica ela, saudosa, na sua voz inconfundível!

 


 

One thought on “Maria Maria, uma canção e um Syrah!

Leave a Reply