Um ‘SMS’ com mais de 2000 anos

Uma curiosidade que encontrámos por aí, neste caso no site científico Plos, que fala de uma placa de cerâmica com inscrições manuais, entre outros dizeres, pedindo mais vinho!

Este achado arqueológico hebraico, com quase 2600 anos, foi encontrado na década de 1960, mas só agora alguns especialistas descobriram e decifraram a mensagem escondida na parte de trás. Este dito por nós SMS é pois uma mensagem escondida num óstraco, pedaço de cerâmica utilizado na época para registar informações, receitas ou listas, e na parte agora revelada trazia um singelo pedido: “Mande mais vinho”.

O autor da ordem foi o soldado hebreu Hananyahu, que escrevia para seu amigo Elyashiv, no ano 600 a.C. na região que hoje conhecemos como Israel. O recado estava assim atrás de uma peça descoberta em 1965. Os arqueólogos, porém, só haviam traduzido a parte da frente do óstraco. Agora foi descoberta a mensagem no verso do material, onde a tinta estava invisível. Utilizando tecnologia multiespectral, foram revelados três linhas ocultas, como mostramos acima.

O óstraco foi encontrado num local antes conhecido como a fortaleza de Arad, pertencente ao reino de Judá, império que foi destruído em 586 a.C pelos babilónios liderados pelo rei Nabucodonosor. Além do pedido por vinho, Hananyahu também informa a seu amigo que vai ajudá-lo no que for preciso, faz uma referência a um elemento desconhecido e comenta mais uma vez sobre bebidas alcoólicas.

Quem sabe se a tão desejada bebida era um Syrah… e será que o pedido chegou ao seu destino?


 

Leave a Reply