Daily Archives: 07/12/2017

Quinta da Romaneira, 100% Syrah, Douro, 2014

Eis uma nova colheita do grande Syrah do Douro da Quinta da Romaneira. O ano é 2014 e o resultado, na sequência das anteriores colheitas, é fantástico!
Perante um Syrah deste calibre como é que é possível que ainda haja pessoas que reajam tão negativamente à presença da Syrah no Douro?
Ninguém está a dizer ou a defender que se pretende transformar o Douro com castas internacionais, mas se o terroir é favorável porque não fazer pequenas experiências, que não alteram o panorama geral e permitem ter a par dos vinhos durienses clássicos obras primas da enologia como é o caso deste Syrah Quinta da Romaneira 2014? A resposta para nós é inequívoca e é por isso que apoiamos argumentativamente estas experiências vinícolas! A uma casa que está a comemorar 260 anos de vida nada melhor do mostrar que não está parada no tempo e que o Douro pode dar outros grandes vinhos para além daqueles que são feitos com as castas clássicas!

As notas de prova na ficha técnica dizem que possui “notas exuberantes de especiarias como cominhos e canela no nariz. Maduro e cheio, mas também fresco e delicado, revelando deliciosas notas de alcaçuz no palato, com um final aveludado e persistente.” O teor alcoólico é de 14%. A vindima foi realizada em Setembro de 2014 e o engarrafamento foi feito em Junho de 2016. O vinho foi vinificado em cubas tronco-cónicas, equipadas com controlo de temperatura, a uma temperatura de cerca de 25º/28º. Esteve 14 meses em barricas de carvalho francês de 225 litros. O enólogo consultor deste projecto é o premiado António Agrellos.

A forte precipitação que aconteceu em 2013/2014, bem distribuída ao longo do ano, as temperaturas amenas no inverno e um mês de Agosto fresco, ajudaram a vinha a manter uma boa roupagem, cheia de folhas ao longo de todo o ciclo vegetativo, o que protegeu as uvas dos picos de calor excessivo do sol do verão, permitindo uma boa conservação dos cachos. No final de Agosto, toda a colheita se apresentava em óptimo estado, com uvas perfeitas, sãs e com um equilíbrio acidez/açúcar excelente, ideal para produção de vinho do Porto. A produção foi média em relação aos últimos anos. Uma palavra de agradecimento deve ser aqui dirigida ao comercial da casa Nuno Santos, pelo seu profissionalismo, pela sua simpatia e pela sua disponibilidade sempre positiva ao longo destes últimos anos.

A Quinta da Romaneira é uma quinta várias vezes centenária, com uma linhagem ancestral que remonta ao século XVII. Uma das cinco maiores Quintas do Douro (um total de 400 hectares, sendo que 86 hectares são de vinha e 12 de olival), possui cerca de 50 km de estradas no interior da propriedade e quase 3 km de frente de rio. Produtor de topo da região do Douro, é possuidor de algumas das maiores pontuações atribuídas a vinhos portugueses pelas mais prestigiadas revistas de vinho dos Estados Unidos, além de competições nacionais e internacionais. O vinho tinto donde se incluiu naturalmente o Syrah representa 75% da produção total da Romaneira.

O compositor francês Antoine Désaugiers escreveu :
“Deus fez a água para o triste e fez o Syrah para o alegre.”
Quando temos conhecimento de um novo Syrah da Quinta da Romaneira acaba-se a eventual tristeza e surge automaticamente a alegria!
Um grande Syrah!

 

Classificação: 19/20                                         Preço: 23,50€