Protestar com Syrah

Faits divers que se encontra por aí, e este fala de um produtor de vinho australiano que decidiu fazer o seu protesto pessoal usando umas das garrafas com Chardonnay da sua vinha.  Portanto estamos em presença de um suposto “Fuck Him” em forma de vinho, exibindo assim de forma original o seu desacordo com a administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que desta forma, em bom português, para ele será uma trampa, especialmente contra a sua visão de não aceitar imigrantes e discriminar minorias.

Segundo o enólogo da casa, Nic Peterkin, da L.A.S Vino, este Chardonnay é um dos melhores vinhos que já fez, independentemente da mensagem política. O design do rótulo exibe uma composição gráfica com a efígie do actual presidente norte-americano.

Criativa também a forma como o vinho é descrito: feito de “vinhas importadas da França sob irrigação israelense, cuidadas por um tractor italiano, com uvas escolhidas por um grupo de irlandeses, alemães, estonianos e coreanos sob a supervisão de um sul africano”. A garrafa custa 55 dólares australianos e só é vendida na própria vinícola.

O que nos perguntamos é, porquê usar vinho para falar de política e seus protestos? Marketing? As vendas seguramente estão asseguradas. Quanto a Syrah, francamente não gostaríamos que fosse usado para este fim, mesmo que a causa seja justa ou devida.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *