Qual foi o vinho da Última Ceia?

Protagonista em muitos textos bíblicos, o vinho tem um simbolismo especial no cristianismo. Mas quais seriam as preferências dos consumidores de vinho na época em que Jesus viveu?

Arqueólogos e historiadores já encontraram provas substanciais de vinificação nas regiões que Jesus teria percorrido. Para o arqueólogo Patrick McGovern, professor do Museu de Arqueologia da Universidade da Pensilvânia, o vinho servido na Última Ceia poderia ter sido muito semelhante ao Amarone de hoje, com base em evidências existentes sobre as práticas de vinificação na área naquele momento histórico.

A literatura sobrevivente diz que os vinhos locais da antiga Judeia foram descritos como escuros e ricos. McGovern relata ainda que o vinho das terras altas da Transjordânia central era notoriamente tão forte que “induzia o corpo a pecar”. De acordo com o investigador, apenas os melhores vinhos eram envelhecidos e bebidos puros. A maioria era misturada com água ou misturada com uma gama de especiarias e ervas, como pimenta, absinto, e açafrão.

No Evangelho de Marcos, um vinho de mirra é oferecido a Jesus, que ele recusa. A mirra e outras resinas de árvores exóticas provavelmente teriam sido adicionadas aos vinhos da época. A ideia não era apenas encobrir os sinais de um vinho em deterioração, embora isso fosse um incentivo adicional, mas sim conservar os vinhos por mais tempo e produzir novos e excitantes gostos para os paladares cansados. A hipótese inicial sobre vinhos antigos da região a sul de Israel, é que eles podem ter sido bastante poderosos; uma vez que uma característica da região é grande insolação e salinidade do solo. A fotossíntese elevada e a pressão osmótica devido à salinidade do solo produzem uvas doces com grandes quantidades de açúcar. Então, talvez a qualidade do vinho do Negev tenha sido obtida por seu maior teor de álcool.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.