All posts by Raul PC

O Blogue do Syrah em Paris em diversos supermercados à procura de novos Syrah – 2ª parte

Durante quase uma semana o Blogue do Syrah esteve em Paris à procura de novos Syrah em tudo quando fosse espaço capaz de albergar tal precioso líquido de Baco!
Desta vez, no quinto e último capítulo da nossa viagem, vamos mostrar os Syrah que encontrámos em diversos supermercados. Estivemos na garrafeira do Monoprix, na garrafeira do Carrefour e em várias garrafeiras do Franprix.
Foram muitas as garrafeiras dos supermercados em que estivemos mas há muitas mais garrafeiras em muitos mais supermercados com uma diversidade de Syrah verdadeiramente estonteante!
Syrah há para todos os gostos e para todas as bolsas. Desde os três euros e meio até aos trinta de cinco, um Côte Rotie do produtor Guigal há de tudo!
Segue a reportagem fotográfica sem outras considerações, para o deleite do leitor!

 

Há também Syrah no Aeroporto Charles de Gaulle

O Blogue do Syrah em Paris em diversos supermercados à procura de novos Syrah – 1ª parte

Durante quase uma semana o Blogue do Syrah esteve em Paris à procura de novos Syrah em tudo quando fosse espaço capaz de albergar tal precioso líquido de Baco!
Desta vez, no quarto capítulo da nossa viagem, vamos mostrar os Syrah que encontrámos em diversos supermercados. Estivemos na garrafeira do Monoprix, na garrafeira do Carrefour e em várias garrafeiras do Franprix.
Foram muitas as garrafeiras dos supermercados em que estivemos mas há muitas mais garrafeiras em muitos mais supermercados com uma diversidade de Syrah verdadeiramente estonteante!
Syrah há para todos os gostos e para todas as bolsas. Desde os três euros e meio até aos trinta de cinco, um Côte Rotie do produtor Guigal há de tudo!
Segue a reportagem fotográfica sem outra considerações, para o deleite do leitor!

Monoprix

Carrefour

O Blogue do Syrah em Paris na nova garrafeira das Galerias Printemps à procura de novos Syrah

Durante quase uma semana o Blogue do Syrah esteve em Paris à procura de novos Syrah em tudo quando fosse espaço capaz de albergar tal precioso líquido de Baco!

Desta vez, no terceiro capítulo da nossa viagem, vamos mostrar os Syrah que encontrámos na garrafeira completamente remodelada das Galerias Printemps, desde a última vez que estivemos em Paris, mesmo no centro da cidade!

Uma garrafeira enorme constituída por várias salas, impossível de mostrar através duma única fotografia. É claro que a nossa atenção seria focada na sala onde se encontravam os Syrah do Vale do Rhône e das outras regiões sobretudo do sul de França.

Segue a reportagem fotográfica sem outra considerações, para o deleite do leitor!

O Blogue do Syrah em Paris em garrafeiras de referência à procura de novos Syrah

Durante quase uma semana o Blogue do Syrah esteve em Paris à procura de novos Syrah em tudo quando fosse espaço capaz de albergar tal precioso líquido de Baco!
Desta vez vamos mostrar os Syrah que encontramos em garrafeiras de referência como por exemplo “Le Repaire de Bacchus” em Montmartre e em Saint German des Prés ou o “Cavavin” o “Lambert” e o “Nicolas” em Montmartre!

A garrafeira da Maison Fauchon na Place de la Madeleine encantou-nos sobremaneira e apesar duma insistência diplomática para que nos fosse permitido tirar fotos somente às prateleiras referentes aos Syrah tal não nos foi permitido! A Fauchon é provavelmente a loja mais selectiva e mais luxuosa de toda a Paris e quiçá de toda a França. Numa próxima oportunidade tentaremos de novo! Não nos sai da cabeça um Syrah Côte-Rotie que miramos várias vezes e que só custava a módica quantia de cem euros!

Segue a reportagem fotográfica sem outra considerações, para o deleite do leitor!

 

 

 

 

 

O Blogue do Syrah em Paris à procura de novos Syrah

Durante quase uma semana o Blogue do Syrah esteve em Paris à procura de novos Syrah em tudo quando fosse espaço capaz de albergar tal precioso líquido de Baco!

Estivemos em garrafeiras, em supermercados, em grandes armazéns, lojas gourmet e em restaurantes!

Tivemos acesso literalmente a centenas de Syrah não só do Vale do Rhône mas também de outras regiões vinícolas em que a Syrah é permitida!

As duas grandes conclusões que podemos retirar desta experiência vinícola e que só desta vez pudemos ter a confirmação empírica é que primeiro, no sul do Vale do Rhône, ao contrário do que é comum afirmar, há também Syrah a cem por cento e não somente blend onde a percentagem de Syrah nem sempre é maioritária sendo as outras castas a Grenache e a Mouvedre. A segunda grande conclusão é que fora do Vale do Rhône há também Syrah de grande qualidade! O Languedoc em particular tem vários exemplares que nos deixaram espantados!

Segue a reportagem fotográfica sem outra considerações, para o deleite do leitor!

 

Vinha da Nora, Quinta do Monte d’Oiro, 100% Syrah, Lisboa, 2002

Hoje é a altura de apresentar um Syrah que está esgotado há muito mas que tivemos oportunidade de degustar uma garrafa mais ou menos esquecida! É de 2002 da Quinta do Monte d’Oiro, Vinha da Nora de seu nome que foi substituído pelo Lybra cuja última colheita de 2015 demos aqui nota.

A Quinta do Monte d`Oiro produziu o Syrah Vinha da Nora, que é o antepassado do Lybra. A primeira replantação de Syrah na Quinta teve lugar numa parcela com 2,75 hectares de meia encosta virada a sul e de conhecidas potencialidades, denominada “Vinha da Nora”, vinha esta que foi plantada no início de 1992 e, durante 5 anos, tomou-se a decisão de não produzir quaisquer quantidades por forma a favorecer apenas o desenvolvimento vegetativo da planta. Tal prática permitiu um estabelecimento perfeito da vinha e originou uma primeira colheita em 1997. As notas de prova dizem que este Syrah tem “aromas balsâmicos, com notas de fruta madura e em calda mas que não perturbam a grande frescura de conjunto. Cremoso na boca, macio e com um toque mineral. Conjunto focado em especiarias finas, suave e de final longo.” Este Syrah foi descontinuado em 2005 e como já foi dito deu origem ao Lybra que surgiu pela primeira vez em 2006.

Ou seja, o que vemos aqui de uma maneira única e exemplar é uma quinta de 20 hectares mas que faz uma gestão parcelar num conjunto total de 10 parcelas que possuem características muito particulares e diferenciadas em termos de solo. A própria vindima é feita parcela a parcela. Ora, se temos 10 parcelas e se os vários Syrah que existiram e existem da Quinta do Monte d`Oiro são de uma ou mais parcelas da quinta, lançamos uma questão: qual será, em termos teóricos, o número possível de combinações de modo a termos Syrah sempre diferentes? O Blogue do Syrah pediu a ajuda a um colega de matemática que rapidamente deu a resposta: 1023 possibilidades de combinações entre as 10 parcelas de Syrah que a Quinta do Monte d`Oiro possui. A família Bento dos Santos pode continuar a fazer Syrah sempre diferentes e sempre de qualidade.

Francis Bacon filósofo que também escreveu sobre vinho disse:
“A idade é boa em quatro situações; na madeira velha para queimar, nos velhos amigos para confiar, nos velhos autores para ler e no vinho velho para beber!”

 

Classificação: 17/20                                                                Preço: 12,00€