Category Archives: Diversos

Coisas de Vinho [tertúlia, o vinho e tudo à volta]

O vinho ao fim da tarde, com Vanessa Scnhitzer, estudante de PhD na Universidade de Évora.
Provaremos Courela da Torre da Agrovinaz.
Depois do dia de trabalho venha passar um bom bocado, traga os seus amigos.

Estrela d’ Ouro (no centro UNESCO da cidade de Évora) será o palco para “o vinho ao fim da tarde”.

Investigadores desenvolvem técnica para medir os eflúvios do Syrah

Exactamente como está no título, com o objectivo de melhorar a qualidade e não estar sujeito a factores subjectivos.

A técnica foi desenvolvida por Argentinos e Espanhóis, tendo sido criado um método para detectar a concentração de uma conjunto de moléculas voláteis, as pirazinas, na bebida que fornecem uma série de aromas apreciados pelos consumidores e considerados, portanto, de qualidade, procedimento que não dura mais que uma hora.

As moléculas em causa contribuem para o aroma vegetal em algumas variedades de uvas, onde influenciam a qualidade do néctar elaborado com elas, definindo critérios de maior ou menor qualidade por provadores, sommeliers e consumidores em geral.

A principal vantagem desta técnica é que além de eliminar a subjectividade, como já dissemos, da degustação humana, permite detectar esses aromas em volumes muito pequenos de liquido, mesmo em quantidades moleculares ínfimas.

Chegando esta técnica a Portugal, podemos esperar que o melhor Syrah do Mundo ainda fique melhor!

A Homenagem a António Saramago na prova cega dos melhores Syrah portugueses de 2017

No último texto referente à prova cega sobre os melhores Syrah portugueses de 2017 devemos referir a Homenagem que foi realizada ao enólogo António Saramago com a degustação de 7 Syrah que o enólogo foi fazendo ao longo destes últimos anos!

O Blogue do Syrah gosta de homenagear as pessoas que aprecia… e enquanto elas estão entre nós!

O Blogue do Syrah tem plena consciência de que António Saramago não ficará na história do vinho português pelo Syrah que fez! Saramago ficará na história associado ao Castelão, casta rainha da Península de Setúbal e ao Moscatel como vinho licoroso que o António tão bem produz! No entanto, e aí entramos nós, António Saramago fez belíssimos Syrah tal como a prova veio demonstrar!

Os sete magníficos foram os seguintes:
Começou-se com uma mini vertical destes quatro Syrah da Herdade das Aldeias de Juromenha…

Aldeias de Juromenha, Herdade das Aldeias de Juromenha, 100% Syrah, Alentejo, 2010

Aldeias de Juromenha, Herdade das Aldeias de Juromenha, 100% Syrah, Alentejo, 2011

Aldeias de Juromenha, Herdade das Aldeias, de Juromenha 100% Syrah, Alentejo, 2012

Aldeias de Juromenha, Herdade das Aldeias de Juromenha, 100% Syrah, Alentejo, 2013

Na prova cega um dos quinze Syrah degustados foi o…

Aldeias de Juromenha, Herdade das Aldeias de Juromenha, Edição Especial, 100% Syrah, Alentejo, 2013

No final da contenda degustou-se o…

Herdade dos Lagos, Soc. Agrícola Herdade dos Lagos, Lda, 100% Syrah, Alentejo, 2005

E o…

Tapada de Coelheiros, Herdade dos Coelheiros, 100% Syrah, Alentejo, 2007

Não sabemos se António Saramago voltará a fazer Syrah… mas os que fez ficam na história da enologia portuguesa!

Há três anos quando escrevemos o texto – António Saramago, o enólogo do Syrah– na altura dissemos: “Há o Saramago das letras e há o Saramago do syrah! É um mestre, que leva décadas tratando o vinho por tu, todo o tipo de vinhos, desde os tintos de várias castas, aos brancos, aos moscatéis, em Setúbal, no Alentejo, etc, etc. Mas é preciso dizê-lo frontalmente: falamos dele porque fez vários syrah de qualidade.
Em 2012 comemorou 50 anos de carreira. É confrade membro da Confraria dos Enófilos do Alentejo e da Confraria dos Enófilos da Beira Interior. É membro fundador da Associação Portuguesa de Enologia.
É um dos maiores especialistas a fazer Syrah em Portugal!”

A fazer Syrah, Castelão, Moscatel e outros vinhos com outras castas António Saramago está aí a dizer presente e a dar cartas no panorama vinícola português!

Prova Cega – os melhores Syrah portugueses de 2017 – Resultado Final!

Com quinze Syrah portugueses de altíssimo gabarito e lançados para o mercado fundamentalmente durante o ano de 2017 e com jurados cientes da sua responsabilidade e representando um vasto leque de sensibilidades vinícolas o embate foi taco a taco, renhido e disputado. Para evitar erros as contas foram feitas e refeitas e hoje estamos em condições de apresentar os vencedores. Cada jurado pontuou cada um dos 15 Syrah de 0 a 20, incluindo meios pontos. É assim com grande emoção que o Blogue do Syrah divulga os resultados da Prova Cega – os melhores Syrah portugueses de 2017!

E agora, sem mais demoras revelamos que o grande vencedor da prova é:
What can we say to you? The winner is!…

CEM REIS, Herdade da Maroteira, 100% Syrah, Alentejo, 2015

Nos lugares seguintes e a uma distância curta do vencedor, ficaram respectivamente em segundo e em terceiro lugar:

Dona Dorinda, Quinta Nossa Sra. da Conceição, 100% Syrah, Alentejo, 2015
QC, Quinta da Caldeirinha, 100% Syrah, Beira Interior, 2013

Segue a lista final e a ficha técnica dos premiados e respectivas classificações para memória futura.

1º lugar

CEM REIS, Herdade da Maroteira, 100% Syrah, Alentejo, 2015

 

2º lugar

Dona Dorinda, Quinta Nossa Sra. da Conceição, 100% Syrah, Alentejo, 2015

 

3º lugar

QC, Quinta da Caldeirinha, 100% Syrah, Beira Interior, 2013

Segue-se
– o quadro geral com os resultados dos 15 Syrah

 

– o quadro dos homens

 

– o quadro das mulheres

Numa pequena nota de reflexão o que podemos dizer é que o Cem Réis 2015 ganha em toda a linha! Ganhou aqui em casa pois foi considerado o melhor Syrah do ano passado. Ganha em prova cega com jurados muito diversificados nos seus gostos e opções vinícolas e também ganha duplamente quer se considere unicamente os jurados homens e os jurados senhoras. Interessante verificar que as opções vinícolas dos jurados senhoras foram idênticas aos resultados gerais nos três lugares cimeiros. Nos jurados homens as escolhas para o segundo e terceiro lugar é que foram diferentes. Em segundo ganhou O Homenagem de Cortes de Cima e em terceiro O Quinta de Arcossó que impressionou vários dos jurados logo na prova.

O Dona Dorinda de Évora com o segundo lugar no geral mostra que é um Syrah de peso sempre a ter em conta. O Syrah Quinta da Caldeirinha prova que os grandes Syrah portugueses não estão somente no Alentejo. O representante da Beira Interior fica em terceiro lugar! O Alentejo no computo ganha em relação às outras regiões o que não é novidade! O Alentejo é a terra da Syrah! Outra ilação a tirar é que quer em segundo quer em terceiro lugar ficaram Syrah orgânicos isentos de químicos e pesticidas e isto é bem indicador do caminho a seguir!

Para terminar o Blogue do Syrah não pode deixar de agradecer ao Gilberto Marques e à Quinta de Pancas que trouxeram a esta prova cega, mas fora de competição, o seu novíssimo Syrah 2015 que só será comercializado daqui a meses! Um grande obrigado!
Vamos começar a trabalhar na próxima Prova Cega que trará novidades como não pode deixar de ser!

Continuem connosco!

Prova Cega – os melhores Syrah portugueses de 2017 – os Jurados

Enquanto aguardamos os resultados, aqui fica a composição do Júri que escolhemos para a Prova Cega de Domingo, com os respectivos nomes e dados profissionais.

E o vídeo de introdução à Prova.

Os melhores Syrah portugueses de 2017 em Prova Cega

Mais uma vez o Blogue do Syrah promove uma inolvidável Prova Cega, desta vez exclusivamente entre Portugueses, escolhidos entre os que considerámos os melhores de 2017. O local foi o Bistro & Wine Bar/Garrafeira Estado D’Alma, na Junqueira, em Lisboa.

Quanto aos Jurados por nós seleccionados, de que falaremos individualmente em breve, todos com cartas dadas no mundo vinícola, foi nossa intenção primeira haver um leque significativo de elementos femininos. E conseguimos!

Dentro de alguns dias revelaremos os resultados, com destaque para a comparação de escolhas entre os elementos masculinos e femininos do Júri.

Hoje fica aqui uma primeira escolha de imagens significativas, que mostram bem o ambiente de festa e alegria que se viveu.

This slideshow requires JavaScript.