Tag Archives: autores

Sobre nós!

Isto é Syrah...

Somos, somente, dois consumidores de monocasta syrah.

Exigentes e conhecedores…

Francisco Trindade, professor de Filosofia e Psicologia, Proudhoniano, Hammilliano e Zappiano, e Raúl Pires Coelho, arquitecto, professor de Educação Visual e fotógrafo,  Zappiano, ex-aviador e ex-novelista.

Propomo-nos fazer um blogue onde se fale de syrah.

Onde só se fale de syrah!

De tudo o que possa ter a ver com esta casta extraordinária. Desde a sua história até ao processo de degustação. Por isso é que este blogue não é sobre vinho, mas sim, sobre syrah.

Pretendemos falar sobre a verdade do syrah.

Só nos interessa os monocasta syrah. Todos os vinhos que têm syrah –  e são milhares – ficam alterados pela mistura com outras castas, nobres sem dúvida, mas que não têm o mesmo significado para nós!

Os blend são o tipo preferido pela maioria dos consumidores portugueses. Os monocasta são depreciados, preconceituosamente, do nosso ponto de vista.

A monocasta syrah é por excelência a bebida de Dioniso e o seu currículo conta já com cerca de 3000 anos, vindo do Médio Oriente e estendendo-se até ao ponto mais ocidental da Europa. Nasceu na cidade iraniana de Shiraz.

Pretendemos que todos os que conhecem esta casta comunguem connosco as suas impressões sobre o que pensam e sentem quando o bebem. Em relação aos que não a conhecem, pretendemos suscitar a curiosidade intelectual e sensorial, de modo a se aperceberem do que têm perdido…

Uma declaração de interesse é fundamental ser feita e desde a primeira hora: não somos produtores de vinho, não somos vendedores, não somos comerciantes, não somos armazenistas nem revendedores, nem distribuidores, nem do que quer que seja que esteja associado à fermentação do sumo de uva.

Somos, somente, dois consumidores de syrah e é nessa perspectiva que nos colocamos, sempre.

A escrita dos posts estará a cargo de Francisco Trindade, o design e a criatividade gráfica estarão a cargo de Raúl Pires Coelho, o que não quer dizer que este último não possa, eventualmente, escrever.

Iremos valorizar na sua esmagadora maioria os syrah portugueses. São esses que nos importam! E porquê? Porque são os melhores do mundo! Esta é uma tese polémica, mas é a nossa tese. Isto não quer dizer que não haja syrah franceses, australianos, californianos ou mesmo chilenos de qualidade, mas não chegam ao nível dos syrah que se produzem em Portugal, desde há 16 anos.

Foi nesse ano, de 1998, que saiu para o mercado o primeiro syrah português. Alentejano de sua cepa. Foi, na altura, uma grande incógnita porque, como de costume nestas situações, os poderes estabelecidos à época não permitiam o cultivo do syrah no Alentejo. De incógnito a dar-se a conhecer ao mundo foi um ímpeto que transformou o panorama do mundo vinícola em Portugal.

Iremos narrar essa História…

Queremos participar dessa História. Já estamos nela!